Tipos de Rodapés

Utilizados para arrematar os revestimentos de piso instalados em contato com as paredes dos ambientes, os rodapés podem ser mais discretos ou trazer algum charme a mais na decoração. Eles podem ser altos, baixos, lisos, com frisos e podem ter diversos acabamentos que se adequam a cada necessidade. A diferença de possíveis materiais também auxilia a compor a vasta gama de modelos existente no mercado.

https://www.santaluziamolduras.com.br/inspira-se/imagens-galeria/campinas-decor-2015

Os rodapés permitem diferentes estilos de instalação, que variam de acordo com o material escolhido bem como o efeito que se busca para o ambiente. Ambientes cujo pé-direito – altura do piso ao teto dos ambientes – é mais alto pede rodapés mais altos (acima de 15cm) e ambientes com pé-direito mais baixo pede alturas mais convencionais (abaixo de 15cm). Outra variação que pode ser considerada é o tipo de instalação que podem ser sobrepostos, embutidos e invertidos, como esquema a seguir.

Esquemas de instalação de rodapés sobrepostos, embutidos e invertidos respectivamente

Revestimentos de pisos cerâmicos e porcelanatos normalmente são associados a rodapés no mesmo tipo de acabamento, o que permite uma harmonia no ambiente, ou até serem de outro tipo de acabamento para destacar ou potencializar a decoração.

Tratam-se de materiais de fácil manutenção e de grande durabilidade, que faz ser uma ótima opção para ambientes de grande movimentação de pessoas. Os rodapés desse tipo de acabamento podem ser comprados conforme os tamanhos disponibilizados pelos fabricantes, bem como podem ser peças do próprio revestimento cortadas na obra de acordo com a necessidade.

https://archtrends.com/blog/rodape-de-porcelanato/

Um modelo de rodapé que costuma ser bastante utilizado pela versatilidade é o rodapé de MDF (Medium Density Fiberboard, ou seja, fibra de mistura de madeira com resina com média densidade) que fica bem instalado em composições de pisos frios, como cerâmicas e porcelanatos, tanto quanto em pisos quentes como madeiras, laminados e vinílicos.

Esse material costume ser vendido por réguas de tamanhos específicos do fabricante e deve ser comprado conforme medição linear dos trechos onde deverão ser instalados os rodapés. Uma desvantagem dos rodapés de MDF é o cuidado que se deve ter com relação ao contato com água, pois ele pode inchar e será necessária a substituição das placas.

https://www.santaluziamolduras.com.br/inspira-se/imagens-galeria/casa-cor-sc-2015

Um tipo de rodapé que une o melhor dos citados anteriormente é o rodapé de poliestireno, que oferece versatilidade, pois compõe tanto com porcelanatos quanto pisos de madeira, laminados e vinílicos, e durabilidade e facilidade de manutenção, já que não oferece riscos com o contato com a água. Assim como o rodapé de MDF, as peças são vendidas por réguas e a instalação por sobreposição é simples e rápida, agilizando que necessita de obras rápidas.

https://www.oracdecor.com/en/inspiration

Não há impedimentos para usar a criatividade e ousar em misturas de cores, texturas e acabamentos. Ver qual a melhor composição entre os acabamentos escolhidos para todo o ambiente e qual o estilo de rodapé mais indicado é papel do arquiteto de interiores.

Fechar Menu